sexta-feira, 22 de julho de 2016

Arrependimentos Permanentes

“-Deixa! Ele sabe se virar.”

Se você possui a capacidade de ignorar os problemas alheios é porque nunca foi responsável por alguma fatalidade. Do contrário, acredito que pensaria duas vezes.

Com o passar do tempo acabamos desenvolvendo um péssimo hábito: simplesmente olhamos para o lado e fingimos que tudo está bem.  É mais cômodo desconhecer a luta cataclísmica que ocorre dentro de outra pessoa.  É mais fácil negar as dificuldades que acabam por tornar uma vida insuportável.

E assim você segue utilizando toda essa inabilidade de enxergar o óbvio quando, de repente, a verdade idiota da morte explode bem na sua cara. Somente então é que a dor te atinge de uma forma tão agonizante e profunda que o colapso é inevitável: você despreza Deus, ataca a humanidade, desdenha do universo – tenta em vão se isentar de uma culpa que te consome a cada dia.

(Tarde demais!)

Há um ano aprendi a lição: não deixo que nenhuma ferida apodreça no coração das pessoas que amo. Eu não posso arriscar novamente.

41 comentários:

  1. Helena G.S.R.....
    Texto de alta reflexão pessoal.... é fácil ajudar a quem é rico, importante, ajudar a quem não necessita... é fácil admirar pessoas ricas, bonitas, saudáveis... é tão gostoso ajudar pessoas poderosas....
    Mas quando precisamos ajudar a quem precisa de nós, que está com a mão estendida a nos pedir ajuda, ou negamos, ou viramos o rosto.
    É ruim, chato, desgastante ajudar os pobres e enfermos... até (sic)... a verdade idiota da morte explode bem na sua cara."!!!!

    "Sempre há alguém precisando de ajuda emocional: uma palavra amiga, uma orientação ou simplesmente alguém que escute os sofrimentos da alma. Contudo, nem sempre sabemos como agir diante de determinadas situações, pois somos extremamente complexos e frágeis. Sempre existe o medo de que nossas palavras sejam mal interpretadas. Como ajudar eficazmente quem precisa de nossa ajuda?
    Ajudar é um processo que exige, em primeiro lugar, uma maturidade emocional e espiritual. Uma pessoa imatura dificilmente poderá contribuir com alguém que enfrenta crises pessoais complexas e que exigem um cuidado especial no acolhimento do que será partilhado. Por isso mesmo, é preciso nos questionarmos se temos condições humanas e espirituais de ajudar alguém ou se, no momento, seria mais prudente e oportuno indicar outra pessoa com um nível de maturidade maior para poder auxiliar em determinados contextos enfrentados por quem nos procurou."
    http://formacao.cancaonova.com/diversos/como-ajudar-quem-precisa-de-ajuda/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, PDR!

      Pois é... mas infelizmente aí que está o erro. Normalmente pensamos que as pessoas bonitas e ricas necessariamente precisam ser felizes. Às vezes não é um problema tão evidente quanto a enfermidade ou pobreza, mas sim algo que vai crescendo e faz com que a pessoa desista de viver, simplesmente.
      É necessário prestar um pouco mais de atenção, aprender a ler nas entrelinhas, pois, mesmo o que consideramos improvável pode sempre acontecer.
      Obrigada por sua visita, querido.

      Beijo grande!

      Excluir
  2. Olá Helena fiquei procurando, achando e vendo meus arrependimentos, e naõ quero ver o mais óbvio, mas acho que encontrei aqui uma definição ou maneira de ir levando um arrependimento permanente, como me sinto hoje com a escolha que fiz. Texto denso e tenso. Sempre bom saber de coisas que vivemos...
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jair!

      Infelizmente não há outro modo... precisamos encontrar a melhor forma de conviver com determinadas atitudes (ou falta de) e suas consequências. Não há maneira de voltarmos no tempo, mas aprender com os erros já cometidos talvez seja a única solução.

      Beijão

      Excluir
  3. Arrepender-se é pender do perder ao aprender.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gugu Keller!

      Normalmente precisamos mesmo perder algo importante para aprendermos a lição.
      Beijo!

      Excluir
  4. "simplesmente olhamos para o lado e fingimos que tudo está bem. " infelizmente acontece com muito e todo o tempo. dói ne.
    abraço afetuoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sara!

      E como dói! Talvez o tempo amenize certas dores, mas acredito que algumas feridas nunca cicatrizam.
      Obrigada, querida!

      Beijos!

      Excluir
  5. A empatia é necessária. Sempre foi. É realmente muito difícil lidar num mundo onde as pessoas escolhem propositalmente ignorar o sentimento do outro. Depois que algo maior - e pior - acontece, já era. Foi.
    Não devemos nunca deixar as pessoas que amamos com palavras ruins. Sempre penso nisso.
    Ótimo texto para reflexão!

    Baú de Canto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Johnny!

      Infelizmente, muitas vezes pensamos que os nossos próprios problemas já são mais do que suficientes.
      E você está coberto de razão. Nunca sabemos o que pode acontecer... o ideal mesmo é aproveitarmos todas as oportunidades para expressarmos nossos bons sentimentos.

      Beijão!

      Excluir
  6. Oi, Helena!
    Sabe, as pessoas no geral não tem o hábito de se por no lugar das outras quando veem os problemas deles. Aquele caso do "não acontece comigo, então não é nada de mais, é frescura". E é com essas pequenas ignorâncias (no sentido de ignorar mesmo) que as pessoas começam a afundar em seus problemas. Um pouco de empatia e afeto faria melhor ao mundo.

    beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eric!

      (Ufa! Fico feliz em saber que você não abandonou o blog. Sempre dá um medinho de que você não volte.)

      Olha, você entendeu perfeitamente... às vezes, pensamos que é frescura e que logo vai passar. E não é bem assim. Ninguém sabe o quanto dói, mas fazer um esforço para ao menos tentar compreender é indispensável.

      Beijo grande!

      Excluir
  7. Belo post. Uma problema muito sério, ainda mais em se tratando de Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pure Energy!

      Como é bom te ver por aqui!
      Você tem razão, é um problema seríssimo... um tabu. Dificilmente as pessoas falam a respeito.

      Beijão!

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom, Garota! Arrassooouuu!!!!!!! Disse tudo e mais alguma coisa. Essa anestesia, essa antipatia, essa falta de tato, de não amar o próximo como a si próprio. Adorei seu blog, lindo, linda. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fábio Murilo.

      Obrigada! Obrigada! Obrigada!
      E é isso mesmo... ultimamente estou achando que o egoísmo rege o mundo.
      Beijo grande.

      Excluir
  10. Bom dia, as atitudes de cada pessoa resulta do carácter, ser solidário significa saber as causas da marginalização e não concordar com quem as provoca, sim... porque a marginalização, convém a uma minoria de mal formados, arrogantes, que só pensam neles e só neles, gostei muito do que escreveu, revela que é portadora de enorme carácter, que aprendeu com a vida, sabe que o mais importante é o carácter, não é a riqueza, bens exteriores ou a beleza.
    Bom fim de semana,
    AG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, AG!

      Com certeza, você está certo. É difícil conviver com as atitudes de determinadas pessoas - muitos valores encontram-se invertidos nos dias atuais, onde o importante não é SER nem TER, mas sim, PARECER.
      E infelizmente o meu caráter não é tão nobre assim, mas tento sempre corrigir as falhas.
      Um ótimo fim de semana!

      Beijos.

      Excluir
  11. Posso dar um beijinho nessa carinha linda?????
    Obrigado pela amizade!!!
    Poste mais... saudades de te ler!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, PDR!
      Quando vc quiser... ;)
      Eu que só tenho a agradecer.
      Vou postar sim, embora as minhas histórias estejam meio escassas ultimamente. Minha vida anda meio parada... =)

      Beijão!

      Excluir
  12. Exato. Excelente texto. Rápido, objetivo, envolvente e que li em ótima hora. Obrigado pela visita ao blog e obrigado por disponibilizar este conteúdo tão precioso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Daniel.
      Eu que agradeço... os elogios e a presença! :)

      Beijão!

      Excluir
  13. Sinto muitíssimo )):

    ✦ ✧ http://bruna-morgan.blogspot.com ✧ ✦

    ResponderExcluir
  14. Helena G.S.R....
    Agradeço tuas palavras.... tua visita é uma delícia!!!
    Aguardo que tuas histórias voltem a preencher as páginas de nossas vidas.
    Beijos doces!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, PDR!
      Eu que agradeço... suas palavras me encantam mais a cada dia.
      Desejo um ótimo início de semana para você.

      Beijo grande!

      Excluir
  15. Bom dia querida Helena.. temos muitos caminhos por trilhar nesta vida..
    as vezes optamos por atalhos para chegar antes mas os mesmos não nos dão as lições do caminho mais longo onde precisamos cair várias vezes para aprender a lição..
    comigo precisei perder uma boa grana para aprender a desapegar, e só com base no perdão 3 anos depois o dinheiro que julguei perdido retornou..
    sempre temos algo a ganhar nunca a perder.. bjs e feliz sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Samuel!
      Com certeza, superar alguns obstáculos talvez seja algo indispensável ao nosso crescimento. E a fuga de determinadas situações, na minha opinião, pode ser considerada covardia. Precisamos enfrentar...

      Beijos, querido!

      Excluir
  16. é da natureza humana se esconder do obvio. Fingir que não vê. É não querer amar, ou mostrar que não quer. Funcionamos assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Meus Instantes e Momentos!
      Acredito que essa parte está mais ligada às influências externas. Acho que nem gostaria de acreditar que isso é inerente ao ser humano... seria decepcionante!

      Beijão.

      Excluir
  17. Adorei o texto, muito forte! Precisamos fazer isso, acordar enquanto ah tempo e não deixar pequenos problemas permanecer sobre nossos olhos. Precisamos elimina-los!

    Eu Um Universo Que delicia ler este post, muita gente pode achar nada vê um post desses fora da época de férias, mas eu adoreiii. Quando a gente esta no tédio e sem criatividade, da para fazer tudo isso até fora das férias mesmo. Eu amor lêr e assistir séries, mas quando se trata de sair de casa, eu não tenho muitas ideias, para ir em lugares tão bacanas que eu já não tenha ido. Parabéns gata, amei ler a sua história e experiência ! Que o Cosmos te abençõe sempre.

    Eu Um Universo https://lostcityofz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sonna!
      Obrigada. Muitas vezes demoramos mesmo para tomar uma atitude, nos acostumamos a viver nessa apatia.
      Um golpe, às vezes, é necessário.

      Beijão!

      Excluir
  18. Penso que são as insanidades mais lúcidas que li!
    Abraços libertários e fraternos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sandra!
      Talvez algumas vezes possam ocorrer surtos de lucidez. ;)

      Beijos!

      Excluir
  19. temos a mania e viver no automático. Tanto pros outros quanto pra si. Isso adoece bastante o coração MESMO

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  20. Olá, Hellz!
    Pois é... Acho que o tempo vai endurecendo os nossos sentimentos. O jeito é tentar mudar essa situação.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Se você conseguiu chegar até aqui é porque teve paciência suficiente para agüentar minhas insanidades. Prometo agüentar as suas também... Vai! Me diz aí o que você pensa.