sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

A tentativa


A única pergunta que me veio à mente foi: "E por que não?"

A mensagem na tela me dizia que era fácil e só levava um minuto. Foi com desprazer que descobri não ter tanta facilidade com o computador como imaginava - a falta de criatividade deve ter influenciado, é claro.

Enfim... se é que eu tinha mesmo algo a dizer ficou na metade do caminho. Em algum lugar entre a escolha do título e a cor do blog.

2 comentários:

  1. Cara Helena.
    Bem-vinda aos estados de alma por escrito.
    Como sempre ouvi dizer à sempre uma primeira vez para tudo. No começo nunca nada sai com a perfeição que expectávamos.
    É na persistência que encontramos o domínio das matérias.
    Como não conseguimos ser bons em tudo e eu muito menos a comentar, sobra-me dizer pelos artigos publicados que tem o dom da facilidade em comunicar.
    Muitas felicidades e vida longa a este seu cantinho que espero de vez em quando me permitir visitar.
    Kandandu sincero

    ResponderExcluir
  2. Sempre temos algo para dizer, mesmo que seja o silêncio que fala mais que muitas palavras.

    ResponderExcluir

Se você conseguiu chegar até aqui é porque teve paciência suficiente para agüentar minhas insanidades. Prometo agüentar as suas também... Vai! Me diz aí o que você pensa.