domingo, 3 de abril de 2016

Socorro!



Lidar com situações desconcertantes é normal em qualquer emprego, mas não posso negar que trabalhar em uma autoescola já me rendeu várias risadas durante esses longos anos. Embora saibamos que esse mundão está lotado por pessoas insanas, preciso admitir que algumas estão de parabéns:

  - Boa tarde, Fulana! Posso te ajudar?
- Preciso marcar o meu exame.
- Você quer para algum dia específico?
- Quero sim, marca para o dia 28.
   Não, não. Marca para o dia 32.
- Dia 32??? (Oooooi? )
- Não, melhor... marca para o dia 5. 
  É a minha folga.  

 Mas, não. Não para por aí.

- Eu preciso estar em jejum?
- Jejum???  (Perplexa!)
- É, sabe... quando você fica sem comer.
  (Jura mesmo?)

Confundir baliza com balística, pode.  Confundir protótipo com protótico, também pode. Até confundir psicotécnico com psicodélico, eu deixo. Mas, gente... vamos combinar, né! Se você não usar o calendário gregoriano, a mocinha que marca os teus exames vai ficar meio confusa. Por favor!

Vou ali bater minha cabeça na parede e volto já...

22 comentários:

  1. Bom dia querida Helena...
    bah.. complicada a situação né srs
    mas sai cada uma, as pessoas perdidas de si mesmas..
    cada ideia que não é mole não..
    como não tenho carteira de motorista rss e nunca fui muito ligado a carros melhor eu nem falar muito srs afinal sou da viação canela.. sempre a pé.. fique sempre bem beijos meus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, meu bem!

      Pois é ... um pior que o outro, por aqui. =)
      Ás vezes, é mais seguro ser pedestre mesmo.
      Um ótimo fim de semana para você!

      Beijos!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Olá, Igor!
      Minha vida não é fácil :)

      Beijão.

      Excluir
  3. HELENA,

    já imaginou ela tendo que dirigir um carro de seis marchas à frente e uma de ré?

    Que tragédia!kkk

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paulo!
      Acho que nunca mais estaríamos seguros...

      Beijos!

      Excluir
  4. AHAHHAHHA
    boa sorte por ai. e que cada vez apareça menos gente assim =P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sarah!
      Obrigada!
      Acho que vou precisar...

      Beijão!

      Excluir
  5. Que situação hein? Bjs, bom final de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rute!
      Para vc ver como existem pessoas loucas =)

      Beijo!

      Excluir
  6. Helena, eu tenho carteira mas dirijo muito pouco. Marca uma reabilitação pra mim aí pelo dia 30 de fevereiro, por favor :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querido!

      Vamos marcar, sim. Mas você não prefere para o dia 31 de fevereiro? Talvez seja a sua folga, não é mesmo? ;)
      E olha, eu posso te dar essas aulas... aí vc vai saber o que é viver perigosamente. Kkk

      Beijão!

      Excluir
  7. eu ja fiz isso... kkkkkk
    somei mais cinco dias e estorou... :P

    ResponderExcluir
  8. Olá, Cristiano!
    Estão faltando dias nos seus meses também? ;)

    Beijão!

    ResponderExcluir
  9. Se atendes muitas pessoas assim, dão demora muito e dás em maluca.

    :))

    ResponderExcluir
  10. Olá, Jorge!
    Com certeza...
    Mais maluca ainda.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Também sou arrodeado de casos assim... Fico assustado às vezes pensando "onde vamos parar..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tarcísio!
      Essa situações não são fáceis. Só rindo mesmo...

      Beijão!

      Excluir
  12. Eu devo ser uma pessoa muito má mesmo, pois ao mesmo tempo que dou risada achando graça, também fico imaginando como as pessoas conseguem ser tão burras. Sinto um certo desprezo.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Eduardo!
    Não acho que seja maldade, afinal, algumas situações são capazes de nos surpreender mesmo...

    Beijão!

    ResponderExcluir
  14. Olá boa noite,
    A burrice é transversal tal como o dinheiro não é sinal de cultura. Se assim fosse os jogadores de futebol eram todos muito cultos! Mas este teu post, fez-me lembrar de um colega que foi instalar iluminação LED num hospital brasileiro, e num hospital, penso eu, trabalha gente (supostamente) médicos, enfermeiros, auxiliares, gente supostamente inteligente, que até estudou muito, mas qual não foi o meu espanto, quando me disseram que o pessoal passava a vida a perguntar se tinham de usar protetor solar para trabalhar, pois aquilo "dava muita luz"! Pensei que era piada, mas não, mesmo ignorância!

    Pelos primeiros posts gostei do que li e da forma como te expressas.

    Bom resto de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Konigvs!
      Obrigada pela visita!
      Eu preciso admitir que fico espantada com determinadas pessoas, principalmente, por trabalhar na maior parte do tempo com jovens de 18 a 25 anos, estudantes de curso superior - então não estou nem me referindo às pessoas que não tiveram oportunidade. Já vi e ouvi cada coisa de arrepiar! Hoje em dia, definitivamente, isso não é garantia de nada.

      Beijão!

      Excluir

Se você conseguiu chegar até aqui é porque teve paciência suficiente para agüentar minhas insanidades. Prometo agüentar as suas também... Vai! Me diz aí o que você pensa.