sábado, 9 de agosto de 2014

Obrigada, Universo!


O meu dia quando começa errado, invariavelmente, só tende a piorar. Como o despertador não tocou eu já previ uma segunda-feira indigesta, afinal, o meu grau de insatisfação dobra nesse dia da semana. Por que as segundas-feiras são tão cretinas? 

Após um banho rápido, saí correndo para pegar o ônibus. "Quase uma hora de atraso, mas ainda dá para contornar!" Com esse pensamento otimista esqueci de considerar que sou mulher e fumante, ou seja, salto-alto e falta de fôlego certamente não me tornam apta a correr em uma maratona. Resumindo: perdi o ônibus e fiquei plantada mais de vinte minutos esperando o próximo chegar. Vida de pedestre não é fácil!

Não existiram desculpas que justificassem o enorme atraso então apenas deixei o relatório e saí. Andando cabisbaixa em direção ao trabalho, ouvi alguém me chamar - de todas as pessoas que essa maldita cidade abriga tinha que ser justo ele! Este motivo em particular me fez apoiar a criação de leis universais que impeçam o encontro entre ex-namorados quando uma das partes estiver em uma situação tão deplorável quanto a minha.

Após um abraço apertado ele disse:
“- Você não pode fugir para sempre. Vamos tomar um café?”
“- Claro! O meu com uma pitada de cicuta, por favor.”

18 comentários:

  1. Muito boa tarde querida Helena..
    somos como ímãs, tendemos a atrair muitas coisas..
    geralmente nosso mental esta tão conturbado por não darmos descanso a ele.. que parece sim que tudo foge do nosso controle..
    cidade grande atrasar-se deve ser bem complicado né..
    eu sempre vou no viação canela..... ou seja sempre a pé por aqui..
    como não tenho carteira srsr
    fumar tira muita da nossa energia.. nunca fumei.. mas tenho meu pai que desde os 17 anos dele fuma..
    sem falar na ansiedade que gera né..
    essas questoes do amor são outro empecilho..
    os dias de hj é o que mais se vê..
    amores que se findam.. uma pena né..
    bjs meus e até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Samuel.
      Olha, se somos realmente ímãs, estou atraindo muita coisa ruim ultimamente. A energia deve estar muito negativa ;)
      Obrigada pelo comentário e apareça sempre...

      Beijo grande.

      Excluir
  2. Te entendo bem, Helena. A última paixão que tive, nos anos 90(paixão da vida real, não a virtual, que tive há uns tempos), a encontrei, no centro, na hora de almoço, quando eu trabalhava... Falei com um colega de serviço: com tanta gente que eu poderia me encontrar, fui, justamente , encontrar com ela...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Roderick.
      Pois é... tantas pessoas e, na maioria das vezes, encontramos justamente com quem não queremos. A vida é injusta!

      Beijos!

      Excluir
  3. HELENA,

    em nome da maioria esmagadora dos homens e sabedor da falta que vocês nos faz, pemito-me mudar o diálogo:

    “- Você não pode fugir para sempre. Vamos tomar um café?”
    “- Claro! O SEU com uma pitada de cicuta, por favor.”

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paulo!
      Gostei muito mais do seu encerramento. ;)

      Beijos!

      Excluir
  4. ...a falta do que vocês nos FAZEM...Desculpe a escorregada!!!

    Senão quem deveria tomar cicuta seria eu.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom esse post, parabéns,

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. É que na verdade, parece existir injustamente uma lei inversa sobre se encontrar com ex.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, André!
      Com certeza... universo cruel!

      Beijão.

      Excluir
  7. Há uma lei da física que diz "se algo pode dar errado, vai dar errado". Então se considerarmos que você é pedestre e tem um ex "perdido" pela cidade, as chances dessa inconveniência acontecer são enormes.
    Não sou eu quem digo isso, é a física avançada =]
    beijos, Helena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eric!
      Vai dar errado... e se for comigo ainda, as chances triplicarão, tenho certeza.
      Já mencionei que odeio física? ;)

      Beijos, querido.

      Excluir
  8. Adorei este post, um final sarcástico e genial, eu também me pergunto, por que universo, por que?
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jair.
      Realmente, essa pergunta muitas vezes não me sai da cabeça.

      Obrigada e vote sempre!
      Beijos.

      Excluir
  9. ahah! Linda narrativa.
    E bom ver que terminou melhor do que iniciou :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Herr Brandt.
      Certamente, poderia terminar bem pior :)

      Beijão.

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Se você conseguiu chegar até aqui é porque teve paciência suficiente para agüentar minhas insanidades. Prometo agüentar as suas também... Vai! Me diz aí o que você pensa.