segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Ph.D. em Desastres

"-Helena, o que você está fazendo aí?"

A pergunta ficou no vácuo pois eu não conseguia conter as gargalhadas. Nem eu, nem os demais que estavam presentes. Tombos colossais? Quedas homéricas? Acidentes fenomenais? Deixa comigo: sou especialista. 

Eu diria que é praticamente um dom - o dom de causar pequenas avarias. Ou talvez seja mesmo uma forma de arte - protagonista de vídeo-cassetadas. Porque, cá entre nós, papéis coadjuvantes são para os fracos.

São inúmeras as possibilidades (assustadoras!) para o acúmulo de experiências traumáticas, vexames públicos ou tentativas de autodestruição. Contudo preciso admitir que, apesar dos pesares, na maioria das vezes não me incomodo em parecer um míssil sem direção - é claro que desisti de cozinhar ou de dirigir, afinal, eu tenho amor à vida.

20 comentários:

  1. Concordo, Helena: melhor ser protagonista, mesmo numa queda, do que ser coadjuvante em algo muito positivo.
    Não se preocupa, não. Eu cozinho e dirijo pra você. Se você quiser correr os riscos, claro.
    Olha: Juízo! Só quem tem juízo sabe como é bom perdê-lo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Vamp. Eu sou boa em quedas... mas sou melhor, ainda, em me levantar.
      Isso foi uma proposta? Porque, olha, se for mesmo, aceito na hora ;)

      Beijos, querido.

      Excluir
  2. "o dom de causar pequenas avarias"

    UAHAUHUA. Muito bom o blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Marcelo.

      Preciso admitir que são pequenas e, frequentemente, grandes também!

      Bjão!

      Excluir
  3. É por isso que furacão sempre tem nome de mulher?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que sim, V.H.
      Ou melhor... TAMBÉM por isso ;)

      Excluir
  4. Hahahaha.....Gostei da Confissão....PH.D em desastres!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desastrada assumida, Jeff.
      Melhor assim!

      Beijão

      Excluir
  5. Vengo del blog de Célia Cristina (celprado), y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si no te importa, me gustaría ser Seguidor de tan bello Espacio, lleno de Magia, Sentimientos, Sensaciones y Fantasías.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  6. hahahahaha
    disseste muito a meu respeito também com este post;

    beijos querida, adoraria se me seguisse*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por não ser a única, Tanara.

      Beijos!

      Excluir
  7. E entre trancos e barrancos, Helena evadiu-se de maiores desgraças como o de cozinhar.

    E aqui vale ressaltar que foi uma excelente desculpa para livrar-se destes engorduramentos que a tarefa causa.

    Quanto a dirigir, Helena irá apostar num elegante motorista de fardamento adequado e compatível com os méritos e mecimentos de uma autêntica madame.kkkkk

    Finalmente , Helena solicito sua presença nos meus blogs de humor, reconhecendo que esta sua postagem, excedeu em tudo aquilo que eu sempre venho tentando fazer até aqui:Provocar alegria.

    Parabéns pelo excelente e engraçadissimo texto.

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paulo.

      Na verdade, essas duas práticas nunca me fizeram falta. Sempre existiram boas almas dispostas a me alimentar!
      Mas, admito, que a possibilidade de um motorista particular nunca será descartada, afinal, homens de uniforme, normalmente, mexem com a minha imaginação ;)

      Obrigada pela presença. Certamente, estarei visitando o seu espaço.

      Beijo!

      Excluir
  8. Ei, gostei de ver um texto com humor :)
    Que esse clima se repita muitas vezes.

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eric.
      Fico feliz por vc ter gostado.
      De vez em quando, eu tento ;)

      Beijos!

      Excluir
  9. No fundo é legal ser protagonista de desastres... Pelo menos você tem seu próprio filme, afinal, qual é a graça da perfeição?
    E sobre cozinhar e dirigir... você tem amor a sua vida ou a vida das outras pessoas? haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Michelle. Penso da mesma forma. Tudo o que é perfeito demais, enjoa tão rápido quanto encanta.
      E vc tem razão. Acho que estou tendo uma atitude solidária também ;)

      Excluir
  10. Vêm as quedas, mas depois caem palavras no blog.
    rs ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ser sincera, talvez, as quedas sejam mais frequentes do que as palavras =)

      Beijão!

      Excluir

Se você conseguiu chegar até aqui é porque teve paciência suficiente para agüentar minhas insanidades. Prometo agüentar as suas também... Vai! Me diz aí o que você pensa.