domingo, 14 de março de 2010

Informações limitadas

Possuir uma boa memória, por vezes, não é nada agradável - felizes são aqueles que esquecem com facilidade. Lembro-me daquele agasalho roxo (horrível!) que ele vestia quando o vi pela primeira vez. Do sorriso de canto de boca que aquele outro me lançou. Do som da voz de um. Do perfume do outro. Dos olhares quando se encontraram. E assim, seguem minhas lembranças...

O primeiro impacto que as pessoas me causam, tenho que admitir, é enorme; por freqüentemente relembrar desses episódios, um artigo que li ano passado me chamou a atenção - nele, pesquisadores afirmavam que em menos de meio minuto faz-se a avaliação do indivíduo que acabamos de conhecer e, mesmo que avaliações inconscientes, elas são persistentes e duradouras.

É claro que esses pré-julgamentos não funcionam, diversas vezes me equivoquei e minhas primeiras impressões viraram pó... é sim, somente a convivência e a intimidade que fazem as máscaras caírem.

10 comentários:

  1. (^_^) Oiiii..... q memoria boa hein.....eu igual a muitos homens esqueço destes detalhes rapidamente(pra não falar imediatamente)....ainda bem q tem fotografia pra relembrar alguma coisa..(8D

    ResponderExcluir
  2. o mais chato é quando lembramos o que não gostaríamos de nos lembrar, e esquecemos o que era importante...

    ResponderExcluir
  3. É, já não disseram que mulheres e elefantes nunca esquecem? Pois é...
    Memória seletiva passou a ser meu sonho de consumo.

    Bjão para vcs.

    ResponderExcluir
  4. É incrível que eu consiga esquecer detalhes importantes de pessoas que eu veja até seguidamente, mas coisas sem importância pro "mundo real" (como gibis do Batman hehe) permanecem constantes na minha mente.

    O fato de lembrar tão bem deve ser ao devido ao nível de importância que damos aquilo. Como eu nunca levei muito a sério a aparência das pessoas ou sua fala, não me marcam muito. Contigo deve ser o contrário =)

    ResponderExcluir
  5. Olá Helena!
    Fico muito satisfeito por ter-se feito minha seguidora;e é com muito gosto que retribuo o gesto, passando a ser visita da casa.

    E quanto ao tema que a Helena aqui hoje trouxe, eu acho que é mesmo muito verdade a ideia de que a primeira impressão que colhemos duma pessoa terá sempre tendência ser duradoura, ainda que possa não corresponder exactamente à verdade.

    Beijinhos, bom domingo.
    Vitor

    ResponderExcluir
  6. Helena, como gostaria de lembrar de algumas coisas com mais vigor, já outras também preferiria esquecer, mas acredito que as coisas sejam a sim mesmo, nunca como desejamos por completo, enquanto tento lembrar de algumas e esquecer de outras coisas, fico aqui observando as mascaras caírem =)

    Beijo,
    Geraldo.

    ResponderExcluir
  7. Bom,.. dizem que aprimeira impressão é a que fica!

    ResponderExcluir
  8. (^_^) Só passando pra falar um "Olaaaaaa" e lhe desejar uma "Boa Pascoa" com muito chocolate e tudo de Bom que Deus possa lhe dar.....

    Bjo, Qjo e cacau manufaturado...8b

    ResponderExcluir
  9. É isso aí, gente... obrigada pela colaboração de todos.
    Desejo uma feliz Páscoa para vcs.
    Bjão!

    ResponderExcluir
  10. Helena,


    Esquecer é útil até para viabilizar que as pessoas mudem (e mudemos o modo de vê-las). Com o passar dos anos (para quem aprende com os anos...) a força da primeira impressão tende a diminuir.


    Esperamos pela sexta impressão.







    Beijo.

    ResponderExcluir

Se você conseguiu chegar até aqui é porque teve paciência suficiente para agüentar minhas insanidades. Prometo agüentar as suas também... Vai! Me diz aí o que você pensa.