sábado, 13 de fevereiro de 2010

Cidade em chamas

Há quem diga que uma das maiores dificuldades para a adaptação em Curitiba é devido ao seu clima - acredito ser de conhecimento geral que a capital paranaense possui a mais baixa temperatura média anual entre as capitais brasileiras (16/17°C). Além do frio e da umidade, a oscilação é espantosa, gerando aquelas famosas piadinhas de que não temos as quatro estações no ano, mas sim, em um único dia. Realmente, é impossível deixar de carregar pelo menos um guarda-chuva e uma jaqueta ao sair de casa. Estabilidade não é a característica climática dessa região.

Porém, nesses últimos meses com o aquecimento progressivo que vem ocorrendo, não estou sequer reconhecendo a minha terra. Sensação térmica de 35°C? Por aqui é pedir para morrer! Eu gosto do verão mas não nessas circunstâncias... de férias, sem ter preocupações e, é claro, com uma praia ou piscina próximas até que não é tão mal assim.

Saudades do clima ameno, dos finais de semana chuvosos, do céu cinzento... pode até parecer depressivo mas eu discordo. Consigo viver melhor, me vestir melhor, me alimentar melhor - minha impressão é que tudo torna-se aconchegante.

Se Leminski já dizia “O Rio é mar, Curitiba bar”, vou indo nessa. Derretendo, mas vou. Não há opção.

5 comentários:

  1. Por aqui bate nos 4º graus...
    Tá frio!!!

    ResponderExcluir
  2. Vem esperimentar os 40 graus que fizeram aqui no Rio Grande do Sul esses dias. Acho que até vi aquelas bolas de feno de filme de faroeste no meio da rua.

    ResponderExcluir
  3. Frio demais, calor demais... não existe um meio termo, não? xD

    ResponderExcluir
  4. Aqui em Porto Alegre, há duas ou três semanas, os termômetros marcavam 39 graus. Com a umidade e um fenômeno climático maluco que os meteorologistas diagnosticaram, a sensação térmica foi a mais de 40 fácil. Conheci Curitiba e senti na pele (literalmente) esta história das quatro estações num dia. Aqui temos as quatro estações mais ou menos bem definidas no ano... mas pôxa, elas não precisavam ser tão radicais.
    P.S. o último inverno foi de "renguear cusco", como dizemos por aqui.

    ResponderExcluir
  5. É, Mario... por aqui, insconstância é a palavra. A cada hora, uma surpresa. Agora a temperatura já abaixou, e não posso dizer que estou descontente com isso.

    Já fui à sua cidade por duas vezes, e mesmo sendo inverno, a temperatura estava alta. Pasmei!

    ResponderExcluir

Se você conseguiu chegar até aqui é porque teve paciência suficiente para agüentar minhas insanidades. Prometo agüentar as suas também... Vai! Me diz aí o que você pensa.